Top
  • 22-04-2021 10:52

UE/Presidência: Moçambique aposta nas renováveis e investidores estão interessados - Governo (C/ÁUDIO)


*** Serviço áudio disponível em www.lusa.pt ***

Lisboa, 22 abr 2021 (Lusa) - O ministro dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique, Ernesto Max Tonela, salientou hoje que para além da exploração de gás natural, o país está a exportar nas energias renováveis e os investidores estão interessados nestes projetos.

"Notamos com grande satisfação um apetite maior das empresas nacionais e internacionais para investirem nos projetos de energias renováveis que estão em desenvolvimento em Moçambique", disse o ministro durante a sua intervenção no seminário empresarial Portugal-África "Exportar 'Verde' - Internacionalização das empresas na era da sustentabilidade", organizado pela presidência portuguesa da União Europeia, que decorre hoje em formato virtual a partir de Lisboa.

"Nos próximos quatro anos, esperamos aumentar a capacidade de geração de energia em mais de 600 megawatts, dos quais 30% estão ligados à energia solar e eólica em projetos de média escala", apontou o governante, salientando que "as energias limpas terão um papel importante na economia de Moçambique através de projetos de uso privado de energia que estimulam o crescimento económico, aumentam o rendimento doméstico e diminuem a pobreza, especialmente nas áreas rurais".

O objetivo, apontou o ministro, é que "1,5 milhões de pessoas estejam ligadas a minigrelhas e sistemas solares domésticos nos próximos quatro anos", o que é, acrescentou, "uma boa oportunidade para o setor privado já que beneficiam de financiamento não reembolsável para iniciativas de risco, permitindo um retorno competitivo".

Durante a intervenção, Ernesto Tonela salientou o "apoio forte de Portugal e da União Europeia no fortalecimento do setor da energia, particularmente nas energias renováveis" e convidou as empresas portuguesas "a trazerem 'know-how' e a estabelecer investimentos nesta área em Moçambique.

MBA // VM

Lusa/Fim