Top
  • 11-10-2018 12:09

Defesa quer major Vasco Brazão como testemunha no caso da morte dos Comandos

Defesa quer major Vasco Brazão como testemunha no caso da morte dos Comandos

Foto: ANTÓNIO COTRIM


Lisboa, 11 out (Lusa) – Um advogado requereu hoje que o major Vasco Brazão seja ouvido como testemunha no julgamento das mortes no curso de Comandos, uma vez que este oficial da Polícia Judiciária Militar (PJM) foi o inspetor-chefe da investigação deste processo.

O major Vasco Brazão é um dos oito arguidos da 'Operação Húbris', relacionada com o aparecimento das armas furtadas dos paióis de Tancos, e que disse ao juiz de instrução criminal que, em finais de 2017, e já depois da recuperação das armas, deu conhecimento ao ministro da Defesa, juntamente com o então diretor da PJM, da “encenação montada em conjunto com a GNR de Loulé em torno da recuperação as armas furtadas”.

O conteúdo completo está disponível apenas para Subscritores. Entrar